Horário de funcionamento 8h às 22h. Informamos que o telefone da biblioteca não está funcionando, em caso de necessidade de contato, envie um e-mail para bibichs@sisbin.ufop.br

Solicitação on-line para alunos, professores e técnicos administrativos

Read More

Orientações sobre o uso da Biblioteca e seus serviços

Read More

[Toni Morrison]

tonim
Nascida em 18 de janeiro de 1931, nos Estados Unidos, Toni Morrison é uma escritora, editora e professora emérita na Universidade de Princeton.

Formada em letras pela Universidade de Howard, Toni Morrison começou a se dedicar à ficção na época em que fazia parte de um grupo de poetas e escritores que se encontravam na universidade para discutir literatura. Em um dos encontros, a escritora apresentou um conto sobre uma garota negra que sonhava em ter olhos azuis, o conto serviu de base para o seu romance de estreia “O olho mais azul”, lançado em 1970.

Em 1975, Toni Morrison ganhou o National Book Critcs Circle, com seu romance “A canção para Solomon”, e em 1988, recebeu o prêmio Pulitzer de ficção por seu livro “Amada”. Em 1993, a autora foi laureada com o prêmio Nobel de Literatura por seus “romances caracterizados por força visionária e lastro poético, oferecerem vida a um aspecto essencial da realidade dos Estados Unidos”.

Os livros da autora disponíveis em nosso acervo:

Amada

Ambientado em 1873, época em que o os Estados Unidos começava a lidar com as feridas da escravidão recém-abolida, o livro conta a história da ex-escrava Sethe, que após fugir de uma fazenda no Kentucky refugia-se em Cincinatti.

A Canção de Solomon

Obra que garantiu a Toni Morrison repercussão internacional, o romance conta as aventuras de Milkman Dead em busca de um pote de ouro.

[Júlio Verne]

julioverne

Jules Verne, conhecido nos países de língua portuguesa por Júlio Verne, nasceu na França em 8 de fevereiro de 1928, é considerado por críticos literários o pai do gênero ficção científica.  Autor de mais de 100 livros, Verne é um dos escritores cuja obra foi mais vezes traduzida em toda a história.

Seus romances mesclam aventuras em lugares fantásticos e inovações científicas. O autor, inclusive, fez premonições em seus livros sobre o aparecimento de vários avanços científicos, como os submarinos, máquinas voadoras e até mesmo a viagem à Lua.

 

Livros de Júlio Verne presentes em nosso acervo:

Viagem ao centro da terra (1864)

Ao encontrar um misterioso pergaminho, o professor Lidenbrock, pede ajuda de seu sobrinho, Axel, para desvendá-lo. Após decifrar as letras rúnicas, a mensagem obtida faz com que o professor decida partir em uma expedição rumo à Islândia em busca do centro da terra.

 

Vinte mil leguas submarinas (1870)

Depois que navios de várias partes do mundo começam a naufragar misteriosamente, governantes e cientistas mobilizam-se para identificar e deter o monstro marinho responsável pelos ataques. A missão acaba fracassando e a besta desconhecida foge, depois de destruir a fragata que fora em sua captura. Lançados ao mar, o professor Aronnax, o fiel Conselho e o exímio arpoador Ned Land foram resgatados e tornados prisioneiros pelo enigmático capitão Nemo, dono do prodigioso submarino Náutilus. Navegando partes remotas do oceano, esses homens desbravaram a fauna e a flora marinhas, vivendo aventuras a vinte mil léguas sob os mares.

 

Volta ao mundo em oitenta dias (1873)

O livro conta a história de Phineas Fogg, um inglês pacato, metódico e solitário, que nunca saia de sua rotina. Sempre misteriosos, nunca compartilhava sua intimidade com ninguém. Até que um dia apostou com alguns sócios do Reform Club metade de sua fortuna, afirmando que daria a volta ao mundo em 80 dias. Assim, ele e seu novo criado, Passepartout, embarcaram  para uma aventura que nenhum dos dois imaginava como terminaria.

[James Joyce]

 

jamesjoyce

 

Nascido em Dublin, no dia 2 de fevereiro de 1882, James Joyce foi um romancista, conquista e poeta irlândes expatriado. O escritor é considerado um dos autores de maior relevância do século XX.

Embora Joyce tenha vivido fora de seu país natal pela maior parte da vida adulta, suas experiências irlandesas foram essenciais para sua obra, tanto na ambientação quanto na temática. Seu universo ficcional enraíza-se fortemente em Dublin e reflete sua vida familiar, amizades e experiências que vivenciou no país. Desta forma, ele é ao mesmo tempo um dos mais cosmopolitas e um dos mais particularistas dos autores modernistas de língua inglesa.

Sua obra de maior repercussão, Ulisses, escrita em 1922, é classificada como o marco inicial do romance moderno e um dos mais importantes livros da literatura ocidental. O protagonista do romance, Leopold Bloom, inspirou a realização do Bloomsday, festa literária anualmente realizada no dia 16 de junho (data em que se passa o romance) e é celebrada em várias partes do mundo para homenagear James Joyce e sua obra.

Conheça mais sobre as obras do autor expostas na nossa biblioteca:

 

Dublinenses (1914)

Reunião de quinze contos com foco em diversos aspectos da vida na cidade e seus habitantes. Ênfase especial é dada a experiências de infância, relacionamentos conjugais e epifanias. O conto mais conhecido chama-seOs mortos”.

Retrato do Artista Quando Jovem (1916)

Primeiro romance de James Joyce, o livro narra  as experiências de infância e adolescência de Stephen Dedalus, alter ego do autor. É um romance de formação, tipo de romance em que é exposto de forma pormenorizada o processo de desenvolvimento físico, moral, psicológico, estético, social ou político de uma personagem, geralmente passando por fases de sua vida (infância, adolescência, adulta, maturidade). A obra evolui estilisticamente conforme o próprio Stephen se torna capaz de narrar-se de maneira mais sofisticada.

Ulisses (1922)

A história passa-se em um único dia, 16 de junho de 1904, em Dublin. Seus personagens, Stephen Dedalus, Leopold Bloom e Molly Bloom, enfrentam situações correspondentes aos episódios da Odisseia, de Homero. Nessa obra, James Joyce reinventa a linguagem e a sintaxe. Radicaliza a linguagem narrativa, explorando processos de associação de imagens e recursos verbais, paródias estilísticas e o fluxo da consciência. Também incorpora teorias da psicanálise freudiana sobre o comportamento sexual.