[Philip Roth]

Nascido em Newark, Nova Jersey, no dia 19 de março de 1933, Philip Roth é um romancista norte-americano de origem judaica, considerado um dos maiores escritores norte-americanos da segunda metade do século XX.
Suas obras refletem os problemas de assimilação e identidade dos judeus dos norte-americanos.

O autor é conhecido sobretudo por seu alter-ego, Nathan Zuckerman protagonista de diversos de seus livros. E em 1998, seu livro Pastoral Americana recebeu o Prêmio Pulitzer de Ficção.

Entre as suas obras mais conhecidas encontra-se a coleção de contos Goodbye, Columbus (1959), a novela O complexo de Portnoy (1969), e a sua trilogia americana, publicada na década de 1990, composta pelas novelas Pastoral Americana (1997), Casei com um comunista (1998) e Complô contra a América (2004).

 

Confira alguns livros do autor:

 

Complexo de Portnoy

No divã do psicanalista, Alexander Portnoy – um jovem e bem-sucedido advogado nova-iorquino – tenta resolver os problemas sexuais que o atormentam, passando em revista toda sua existência.

 

Complô contra a América

O livro conta a história de Philip, o protagonista, cuja família Roth é judia. Nos anos 1940 parece não haver melhor lugar no mundo para ser judeu do que os Estados Unidos. Mas quando Franklin D. Roosevelt, ao tentar reeleger-se para um terceiro mandato, perde para Lindbergh, o cenário se torna sombrio. O aviador é um ardoroso defensor da Alemanha nazista, um homem para quem os Estados Unidos deveriam se defender da diluição nas raças estrangeiras.

 

Goodbye, Columbus

Primeiro livro inédito publicado pela Companhia de Bolso, Adeus, Columbus é o livro de estréia de Philip Roth. Foi com essa coletânea de ficções curtas que o hoje consagrado escritor norte-americano surgiu no cenário da literatura mundial.

 

Operação Shylock

Em 1988, Philip Roth descobriu que tinha um sósia em Israel. Esse homem havia se apropriado de seu nome, de sua biografia, e se julgava imbuído da missão de levar de volta à Europa os judeus israelenses. O caso serviu de base para este vigoroso romance.

 

Pastoral Americana

Empresário judeu bem-sucedido, Seymour Levov casa-se com uma católica em 1949, prefere contratar negros em sua fábrica e dá uma educação liberal à filha. Suas ilusões acabam destruindo o lar que ele imaginava perfeito, à moda dos ideais americanos.